Perfil
Origem
Reserve agora...
Suporte...
Social...
Mudar país...

Açores, 7 Dias

Rota pela Ilha de São Miguel 6

Ao seu gosto de carro

Desde 355  €  275  € 
Açores: Rota pela Ilha de São Miguel, ao seu gosto de carro

Viva a magia de São Miguel e conheça todos os recantos, desde os seus vulcões às mais impressionantes piscinas naturais

Para conhecer um destino, é preciso vivê-lo e percorrê-lo atentamente. Esta rota vai permitir-lhe conhecer todos os segredos e recantos da maior das ilhas dos Açores. São Miguel é um santuário repleto da natureza em que descobrirá que a Terra esconde lugares incríveis e maravilhosos. E muitos encontram-se nesta ilha. Em que outro lugar do mundo verá lagoas dentro de crateras? Na Lagoa de Santiago. E lagoas coloridas? Em Sete Cidades, onde uma ponte separa uma lagoa verde de outra azul. A herança vulcânica está presente em grande parte da São Miguel. Na verdade, visitará praias vulcânicas e até mesmo um vulcão submerso em água cuja cratera é uma piscina natural única no mundo. Também é único o seu fundo marinho. Por estas latitudes existem baleias, tubarões, golfinhos e tartarugas no mar, à espera da sua visita. Há navios afundados onde pode fazer mergulho e lugares onde praticar desportos de aventura. A gastronomia é também um dos pontos fortes de São Miguel. Prova disso é o cozido, um prato que se cozinha em panelas de metal sobre umas termas de água quente na Lagoa das Furnas. Além disso, o bacalhau, carne, o queijo e o ananás são alguns dos ingredientes principais em qualquer mesa local. Caprichos da natureza são também as cascatas e piscinas naturais espalhadas pela ilha. De Feteiras, onde a água que brota da terra é quente, até Mosteiros e Capelas. São autênticas piscinas de água salgada, abertas ao mar, mas protegidas das ondas do Atlântico. Carregue bem o telemóvel, porque não vai parar de fotografar cada um dos recantos da ilha. É maravilhosa!

Serviços incluídos na viagem

  • Voos de ida e volta
  • Estadia em hotéis seleccionados
  • Regime seleccionado
  • Aluguer de carro
  • Seguro de viagem

Serviços NÃO incluídos

  • Excursão de barco observação de cetáceos
  • Barco para a ilha de Vila Franca

Notas importantes

  • As excursões e visitas sugeridas para cada dia são indicativas, podendo o turista personalizar a viagem de acordo com o seu programa, gostos e necessidades.
Itinerário Completo

Dia 1: Cidade de origem - São Miguel (Ponta Delgada)

Saída do voo da cidade de origem até São Miguel e recolha do automóvel de aluguer. Já está na capital dos Açores! A primeira coisa a fazer antes de ir buscar o carro é esconder o relógio e preparar-se para umas férias inesquecíveis. Para que se situe: o arquipélago dos Açores é constituído por 9 ilhas e São Miguel é a maior e também a capital. Transportar-se de carro alugado é a melhor opção, pois as dimensões da ilha são acessíveis: 65 quilómetros de comprimento e a largura varia entre 8 e 16 quilómetros. Começamos por explorar Ponta Delgada, a cidade mais importante da ilha. Fundada no século XV, só lhe falta dar um passeio para descobrir a influência brasileira nos seus edifícios. Entre as suas principais atrações destaca-se o passeio marítimo com esplanadas onde poderá tomar uma bebida e calçadas largas pelas quais poderá caminhar à beira-mar. No centro da cidade encontra dois jardins que não pode perder: os jardins da Universidade e o Jardim Botânico José do Canto. Os amantes de mergulho já podem parar de andar e perguntar pelo "Dori", um barco de 130 metros de comprimento de fora a fora que está afundado na costa da cidade. É um santuário natural e de visita obrigatória para os amantes do mergulho. Se o mergulho não é para si, não se preocupe. Dedique-se a saborear a gastronomia local. Como não poderia deixar de ser, dado que se trata de uma ilha, o produto principal é o peixe. Muito atum e muito bacalhau, o prato mais famoso de Portugal. A surpresa é a carne de bovino criada em São Miguel. Graças às suas pastagens e aos seus prados verdes, os animais comem os melhores pastos e são uma verdadeira iguaria. Também são típicos da ilha o ananás e o queijo. Se puder, experimente tudo! Quando o sol se puser e se ligar a iluminação pública, está na altura de ir para o encantador largo da Igreja Matriz de São Sebastião. É uma zona pedonal, mas não se preocupe, porque pode estacionar o seu carro no Passeio Marítimo. Se vem com o companheiro ou companheira, segure-lhe na sua mão e limite-se a caminhar silenciosamente através do largo e nos arredores da igreja. É pura magia. Pode jantar nesta área, onde se situam alguns dos restaurantes mais populares. Alojamento em Ponta Delgada.

Dia 2: São Miguel (Ponta Delgada - Feteiras - Candelária - Mosteiros - Sete Cidades - Mirador Cerrado das Freiras - Lagoa de Santiago - Lagoa de Canario - Ponta Delgada)

Hoje, explorará a parte ocidental da ilha. Não se esqueça do fato de banho e da toalha, porque hoje poderá nadar no mar, mas em água quente. Esta experiência que pode viver em Feteiras é emocionante. É uma piscina natural onde a água quente se mistura com a água fria do oceano. Depois do mergulho, seque-se e vá para Candelária, uma das aldeias mais autênticas da ilha. Não há edifícios modernos e irá surpreender-se com as fachadas coloridas. Algumas são brancas, algumas rosas, outras amarelas e outras azuis. É muito original. Está rodeada de falésias e vacas que pastam à vontade. Vai adorar. Voltamos para a rota a caminho de Mosteiros. Como a ilha tem um tamanho reduzido, pode permitir-se este conjunto de visitas. Na verdade, o percurso de hoje tem 66 quilómetros no total e se o percorresse sem paragens, demoraria uma hora e meia. Em Mosteiros também pode dar um mergulho nas piscinas naturais. E se é uma pessoa que prefere praia, há uma que espera por si. É vulcânica, de areia preta e com um horizonte sem igual. No fundo estão as ilhas Mosteiros, ilhotas com formas extravagantes que bem poderiam ser a proteção do "Pérola Negra" e de Jack Sparrow e seus companheiros. Uma vez já não tenha restos de areia vulcânica no seu corpo, volte para o carro, porque espera por si a segunda parte do dia. E preparámos o melhor para o fim! Sete Cidades é o seu próximo destino. A aldeia é muito acolhedora, especialmente a Igreja de São Nicolau. Continuamos o nosso caminho até uma cratera incrível que acolhe quatro lagos, dois dos quais estão apenas separados por uma ponte. Um é verde e o outro azul. É impressionante. Este espetáculo só pode ser visto nos Açores, por isso sugerimos que aprecie e tire as melhores fotografias para poder contar aos seus amigos. Pode ver-se perfeitamente a partir do Miradouro do Cerrado das Freiras. Só podemos dizer uma coisa: de certeza que não gostaria de estar em nenhum outro lugar do mundo agora. Quando conseguir despertar da letargia, vá até à Lagoa de Santiago. Também é sublime. O lago está dentro de uma cratera e parece algo saído da série Lost. Comprove! Finalmente, resta por visitar a Lagoa de Canário. É muito boa para esticar as pernas e dar um passeio ao longo das margens rodeadas de floresta. Está na hora de voltar a Ponta Delgada e desfrutar de um passeio pelo passeio marítimo antes do jantar. Alojamento em Ponta Delgada.

Dia 3: São Miguel (Ponta Delgada - Capelas - São Vicente Ferreira - Ribeia Grande - Salto do Farinha - Faro Ponta do Arnel - Caldeira Velha - Ponta Delgada)

Hoje tem um grande dia programado, por isso reserve forças, tome um bom pequeno-almoço e faça-se à estrada. Siga para norte pela EN4-1A e em 10 minutos certos estará em Capelas. A maior atração são as piscinas naturais. O Atlântico não é muito calmo deste lado da ilha e os habitantes de Capelas conseguiram criar uma fórmula que respeita o meio ambiente e que lhes permite refrescar-se nos dias quentes. É muito estranho nadar nas águas calmas de uma piscina natural enquanto as ondas quebram nas rochas a poucos metros de si. Depois de um bom mergulho, está na altura de ir para São Vicente Ferreira. É uma freguesia pequena e muito tranquila, mas dá acesso a um dos maiores patrimónios da ilha: as suas falésias. Estão presentes até à Ribeira Grande, por isso não se preocupe se não parar no primeiro miradouro. Escolha um, dois ou qualquer que seja a quantia e delicie-se com o espetáculo. Na verdade, se decidir levantar-se cedo, antes do nascer do sol, testemunhará um dos melhores amanheceres no mundo. Passará por Fenais da Luz, Calhetas e Rabo de Peixe e chegará - no final do percurso pelas falésias e seus miradouros - a Ribeira Grande, a segunda maior aldeia da ilha. É imprescindível visitar a Ponte dos Oito Arcos. Não perca o trilho que se encontra num dos lados e que lhe permitirá ver a ponte de uma perspetiva diferente. Também é interessante caminhar pelo centro da cidade e perto do campanário. Conduzimos para o nordeste da ilha até chegar ao Salto da Farinha. É uma cascata monumental, com cerca de 40 metros de altura, com um fluxo de água bastante importante no inverno. Se estiver a viajar noutra altura do ano é melhor perguntar em Salga - a localidade mais próxima - antes de se aproximar. São também muito agradáveis a zona de piqueniques e o miradouro que se encontram nas proximidades. A próxima paragem é o ponto mais oriental da ilha: o Farol da Ponta do Arnel. Foi o primeiro farol a ser construído nos Açores. (Nota. A estrada para o farol é complicada. Se as encostas lhe parecem perigosas, pode sempre fazer a distância a pé. O que o espera é um farol ativo e uma vista infinita). Como a ilha tem dimensões reduzidas, é possível visitar muitos lugares interessantes, gastando pouco tempo no deslocamento. Recomendamos que volte para de onde partiu, ao longo da mesma estrada e, no ponto alto da Ribeira Grande faça um desvio até Caldeira Velha, um belo Parque Natural, repleto de vegetação, riachos e uma ou outra cascata. Não perca a cascata de água termal que cai sobre um lago azul esmeralda! O mais incrível é que a água é quente, pelo que é possível tomar banho em qualquer época do ano. Se ainda tiver energia e tempo, uma boa opção é visitar a Lagoa do Fogo. É uma excursão que requer um pouco menos de duas horas entre a ida e a volta. A recompensa é poder observar a cratera do Vulcão do Fogo, transformado em lagoa graças à chuva que cai na ilha. É uma das mais belas paisagens naturais que se podem contemplar em todo o mundo, por isso vale realmente a pena apreciá-la. Alojamento em Ponta Delgada.

Dia 4: São Miguel (Ponta Delgada - Lagoa do Fogo o excursão de avistamento de cetáceos. Opcional)

Para conhecer São Miguel, há também que conhecer o seu litoral. Por isso recomendamos que percorra as praias ou embarque pelo menos durante a manhã num dos barcos que se disponibilizam para tal. Atravesse um pouco Atlântico a bordo de um veleiro. E se estiver a viajar com crianças, não perca as excursões para observação de cetáceos, uma das atividades mais famosas desta ilha. Vai encantá-lo! (Nota. Excursão não incluída). São excursões altamente recomendadas, especialmente porque poderá ver baleias, tubarões, golfinhos e tartarugas. Pode escolher entre as com duração de meio dia e as que ocupam todo o dia. A decisão é sua! Preste atenção e informe-se bem, porque algumas das excursões só estão disponíveis no verão e outras todo o ano. Se ver baleias e golfinhos não lhe agrada e o que quer é colocar os pés diretamente na Ilha de Vila Franca, também o pode fazer. O serviço regular de barco opera apenas entre os meses de junho e setembro. Se a sua viagem coincide com essas datas, está com sorte. Leve a sua máquina subaquática e seu equipamento de snorkeling e mergulhe no paraíso. Se, no entanto, estiver mais virado para os desportos de aventura, São Miguel tem algo para todos os gostos. Existem várias alternativas, desde a canoagem, escalada e rappel até passeios a cavalo. São as atividades que lhe permitirão conhecer o outro lado da ilha. Se desejar, pode usar o dia de hoje para fazer uma excursão mais extensa à Lagoa do Fogo e aos seus arredores. Alojamento em Ponta Delgada.

Dia 5: São Miguel (Ponta Delgada - Furnas - Lagoa das Furnas - Mirador do Salto do Cavalo - Salto do Prego Povoação - Ponta Delgada)

Prepare-se para um dos mais longos percursos de toda a rota. Vai levá-lo para a zona de Furnas e Povoação, na parte este da ilha. Para poupar tempo, aconselhamos que vá até ao Lago de Furnas pela estrada norte, que passa pela Ribeira Grande. Voltará pela do sul. Antes disso, pare na Lagoa das Furnas. É lendária. Mas não é a única atração da zona. Furnas também é famosa pelas suas termas de água quente. O nosso conselho é que não entre em nenhuma onde não haja ninguém. Pode ser que a água esteja demasiado quente e que se desiluda. Tenha confiança nas pessoas locais, que são especialistas. São-no porque um de seus passatempos é cozinhar sobre estas águas um dos mais famosos pratos da gastronomia local: o cozido. É feito em panelas de ferro e leva carne de porco, repolho, frango, salsicha, bacon, nabos, cenouras e muitas batatas. A verdade é que é delicioso e vale a pena prová-lo. Um bom lugar para observar a lagoa e todo o seu conjunto é o miradouro do Salto do Cavalo. Se não houver nevoeiro, pode estar perante uma das melhores vistas de toda a ilha. A próxima paragem é Povoação, na zona sudeste de São Miguel. Antes de ir para a aldeia, recomendamos que faça um desvio para o Salto do Prego. Não é a mais famosa cascata de São Miguel, mas é possivelmente a melhor. Fica a cerca de 45 minutos de ida e outros 45 de volta, mas o caminho é simples, está bem sinalizado e vale a pena. Pode tomar banho como recompensa. Povoação também tem outras recompensas, não se preocupe. Uma delas é a caminhar pelo porto e comer um gelado no bar do complexo polidesportivo. É o único por perto, pelo que pode deixar o carro no estacionamento e percorrer a pé o passeio marítimo e as ruas vizinhas. Sem pressa, mas sem parar, está na hora de voltar para Ponta Delgada. Mas calma, não nos esquecemos de uma das maiores atrações de São Miguel: a Ilha de Vila Franca. É uma antiga cratera marinha inundado permanentemente e um contorno circular quase perfeito. A paisagem que forma e a tranquilidade das suas águas fazem desta ilha uma verdadeira joia. Já está na altura de voltar para Ponta Delgada. Alojamento Ponta Delgada.

Dia 6: São Miguel (Ponta Delgada - Ilhéu de Vila Franca. Opcional)

As suas férias estão a chegar ao fim e que melhor maneira de passar o dia do que a apreciar o belo litoral da ilha. Propomos que estique a toalha e desfrute do sol e das atividades aquáticas nas praias de Santa Bárbara, de Vinha da Areia, d'Amora, dos Moinhos e, claro, na fabulosa Ilha de Vila Franca. O serviço regular de barco opera apenas entre os meses de junho e setembro. Se a sua viagem coincide com essas datas, está com sorte. Leve a sua máquina subaquática e seu equipamento de snorkeling e mergulhe no paraíso. Alojamento em Ponta Delgada.

Dia 7: São Miguel - Cidade de origem

Dirigir-nos-emos atempadamente para o Aeroporto, devolveremos o carro de aluguer e apanharemos o voo até ao nosso destino de origem. Fim da viagem e dos nossos serviços.

Ponta Delgada

São Miguel, a maior das ilhas do arquipélago dos Açores, cativa pelas suas lagoas das Sete Cidades e do Fogo. A sua força que emana da terra deixa-se sentir nos géisers, nas águas termais quentes e nos lagos vulcânicos, assim como no saboroso "cozido das Furnas", que se cozinha lentamente no interior da terra.

Candelária

Ribeira Grande

Povoação

Mosteiros

Capelas

Furnas

Sete Cidades

Precisa de ajuda?Clique aqui
Precisa de ajuda? Clique aqui